domingo, 21 de março de 2010

[45] A mutabilidade contemporanea

oláa!

bem foi assim que iniciei meu dia hoje as 7 horas na cama ainda, já escrevendo meu texto sobre artecontemporanea&subjetividade. Na verdade nem foi o titulo que escrevi primeiro na verdade ele foi o ultimo, e nem sei se será este mesmo.O fato é que li tantas coisas sobre subjetividade desde a hora que acordei que fiquei ainda mais apaixonada pelo tema, e não parei, tanto que tive uma BASICA dificuldade com escrever o texto que ficou demasiadamente polifonico.Achei isto muito interessante, e simplesmente adorei a proposta deles, clicando no link do slide dá para ter uma maior noção.E tem aqui um textinho sobre o slide:

" O nobre era o que aparentava ser.
O burgues queria ser aquilo que não era.
Aidentidade se tornou fluida com o capital
Todos podem adquirir fama na midia
desde que pareçam famosos.
A mídia é a corte dos pobres novos ricos."

Há tantas coisas legais sobre este assunto, e as vezes achoq ue devia ter partido para a psiclogia mesmo HAHA- mas olha isso quando eu ia imaginar que aprenderia tanto sobre isso que me fascina estudando Design de Moda? quando agente pensa em um cirso não temos a minima noção do que será, pelo menos comigo aocnteceu muito isso.E enquanto isso estava revendo meu petit, e lembrei de textos da Preciosa MARAVILHOSOS, que eu me esqueci de colocar no outro poste, e para quem não tem a minima idéis doq ue é subjetividade ai vai um trecho do Pelbert citado pelo Preciosa

"a subjetividade não é algo abstrato, trata-se da vida,
mais precisamete, das formas da vida, das maneiras
de sentir, de amar, de perceber, de imaginar, de sonhar,
de fazer, mas também de habitar, de vestir-se,
de se embelezar,de fruir etc.
"

bem nem começarei a comentar sobre esse livro porque cada vez que releio o meu petit me pego mais apaixonada. HAHA, vou colocar na seuqencia textinhos que me fazem supirar dela e outros autores que acabei selecionando (:

"Cada vez que nos recusarmos a viver as
tempestades, ou apneas as pequenas fissuras
de nosso cotidiano, empurramos para o lado
inumeras percepções e sensações que podem servir
de matéria- prima em nosso viver.Acabamos
nos endurecendo e correndo o risco de nos sentirmos
quebrados e com raizes arrancadas pela velocidade
dos acontecimentos (SCHUELER in PRECIOSA)"

" Não aguento ser apenas um sujeito
que abre portas, que puxa vávulas
que olha o relógio, que compra pão
as 6hs da tarde que vai lá fora e...
..Eu reciso ser outros "
(BARROS in PRECIOSA)

"Existem momentos na vida em que
para contimnuarmos a olhar iu refletir,
é indispensavel nos posicionarmos diante
da questão de saber se se pode pensar
diferente do que se pensa e perceber
diferente do que se ve ."
( FOUCAULT in PRECIOSA)

"A beleza que me interessa é (...)
a que abre no meu espirito novos
territórios (...) Ela não depende mais da
visão de alguns artistas.Ela pode nascer
dos movimentos de um patinador, ou dos
gestos de um DJ "
(LOISY in PRECIOSA)

"Que tal buscarmos outro chão para pousar
os pés?E isso implica dizer: que tal inventar
outros esquelibrios outros rumos possíveis"
(PRECIOSA)

"Se as formas prontas que impacotam
nossa cotidiana experiencia não nos
servemn mais, é sobretudo porque a
textura das coisas que nos rodeiam mudou"
(idem)

"Certamente é bem mais facil viver se
nos espelharmos num modelo ético-estético,
que abrigue simultaneamente o belo e o bom
uma figura improvavel, e no entanto, ainda
tão presente, atuante entre nós"
(idem)

"precisamos aprender a renunciar ao que já nos acostumamnos"
(idem)

"É impressionante a nossa capacidade
de sermos maleaveis, a ponto de subordinarmos
nossa própria existencia ao consumo voraz
das ultimas tendencias do mercado"
(idem)

"Não é de raizes que precisamos, mas de
asas que nos permitam flanar, avaliar e
contrabandiar o que vem de fora.Mas
para isso é indispensavel ativar nosso
orgão da visão, calibrando-o com interrogações
adequadas para que agente pare de fundionar
apenas adquirindo ao que não nos diz respeito
nem aos corpos nem as nossas almas.Caso contrario
nossa potencia de invençãi pára de funcionar,
encalha.É quando por exemplo, o corpo vira mero
estandarte de tendencias hegemonicas, e a gente
vive fingindo que aquilo tudo faz algum sentido
simplesmente porque vivemos sem vislumbrar
quaisquer prioridades para nós, exceto se encaixar
adequadamente em algum estilo publicitario que se
vende por ai, a todo momento, tentando convencer
a todos que a vida é uma slogam bem bolado"
(idem)

"acontecível isso de alguem ser muito e ao mesmo tempo nada"
(HILST)

"As vezes pensamos em buscar algo
jamais visto, feito ou pensado.Mas será que
tudo já não foi feito?Sim com certeza.Mas
com que valor, com que olhar, com que "mão"?
Na moda, assim como na arte, sempre procuramos
dar de presente ao espectador slgo novo, que surpreenda
Mas será que o novo não seria a tradução do
presente imaginando sua retomada de forma
inspiradora. Vale a reflexão.
(SVEDAWUZ)

creio que o nome etsá erradp todocaso depois corrijo

Air
Respire.Não tenha medo.Mostre sua cara
Seja você mesmo.Livre
Esteja em sintonia.Olhe para frente
vá fundo.Teste seus limites.
Provoque.Crie
Mostre caminhos e possibilidades.
Colabore.Faça parte.
Inove.Troque.
Revele.Pense.Questione.Dê passagem.
Abra espaço.Participe
Forme mentes
(GUIDE&NIKE)



bem esses são só os favoritos, são tantas coisas legais que até perco o ar Q- e quanto mais leio mais descubro que não sei NADA. É trsite porém interessante. Ui cansei, acredito que depois que termina TUDO que tenho que fazer, eu venha fazer um post mais 'ilustrado' ainda não consegui auqle tempo para desenhar tudoq ue está preso aqui na cabeça desde a exposição. Mas bem espero fazer tudo hoje, ou mesmo até amanhã :'



/b.m

2 comentários:

  1. Sem comentários....quando pensamos que sabemos algo nos deparamos com o novo, e descobrimos que somos só um pontinho pequenino, no meio do universo com seus milhares de ensinamentos e suas chuvas de informação...Cultura é sempre bem vinda, e ler é uma arte...assim que aqui me dedico por horas a ler o que você escreve, porque o que você aprende vira ensinamento...sintetizando o que hoje aprendi te digo que o que mais se preza no ser humano é a arte de não ter medo de se arriscar, de viver, de curiar, de aprender, de simplesmente tentar SER....mega beijossss ♥

    ResponderExcluir
  2. aaa lulyy qasi me hisciste llorar Q- sua feiaa te qieqo muchoo, gracias pelo apoio compañera *-*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...